Acusados de assalto e furto, os cinco
indivíduos foram autuados em flagrante.

Policiais da Delegacia de Furtos e Roubos prenderam nos últimos dias cinco pessoas: três foram autuadas em flagrante por roubo e duas por furto. O delegado Gerson Machado, titular da DFR, informou que a ordem é retirar os marginais da rua para dar tranqüilidade à população. O xadrez da Furtos e Roubos contava ontem com 110 presos, enquanto a capacidade é para 60.

Roubo

Eder Gladino, 19 anos, Ricardo Rufino Ribeiro, 18, e Adélio Silva Vieira, 18, foram surpreendidos pelos investigadores Jesmael e Ivan, quando roubavam um par de tênis, uma jaqueta e R$ 16,00 de um garoto de 13 anos. O assalto ocorreu por volta das 23h de sexta-feira passada, nas proximidades do viaduto do Capanema. Levados à delegacia, foram autuados em flagrante pelo delegado Alfredo Dib.

Dos presos, o único que confessou o crime foi Eder. “Eu queria o tênis porque estava descalço. Trabalho em um depósito de papel, mas ganho só R$ 150,00 por mês”, reclamou o rapaz. Ricardo e Adélio negaram qualquer envolvimento e justificaram que só estavam acompanhando Eder.

Bicicleta

Flagrado quando furtava uma bicicleta, em frente ao Estação Plaza, no centro da cidade, Rogério Mozele, o “Pancho” 23 anos, foi preso e autuado em flagrante pelo delegado Antônio Propiak.

O rapaz, que não tem antecedentes criminais, disse que pretendia ir para casa, já que estava sem dinheiro para tomar um ônibus.

Furto

Com passagens por furto, Hélio Evangelista da Silva, 36 anos, voltou para atrás das grades. Ele foi apanhado pelo investigador Cezar Nóbrega, da DFR, quando descia de um ônibus, em frente à Rodoferroviária. Hélio estava de posse de uma carteira contendo dois reais e documentos de um dos passageiros do ônibus, que havia acabado de ser furtado. Ele foi autuado por furto pelo delegado Alfredo Dib.