Pouco valeu a ousadia da numerosa e bem armada quadrilha que invadiu a agência do Banco do Brasil, no centro de Fazenda Rio Grande, às 5h de ontem. Com quatro veículos e uma dezena de integrantes, o grupo rendeu o vigia e fugiu levando um caixa eletrônico – que, para azar dele, quase não tinha dinheiro. A polícia suspeita que seja a mesma quadrilha que assaltou a mesma agência há duas semanas.

O bando era composto por cerca de dez integrantes, todos com armamento pesado, inclusive fuzis. Eles chegaram quebrando a porta de vidro da entrada do banco e dominaram facilmente o único vigilante. Depois arrancaram o caixa eletrônico com um pé-de-cabra e o colocaram em uma Kombi bege. Outros três carros davam cobertura – o único identificado foi um Fiat Uno branco.

O assalto, porém, foi frustrado por falta de dinheiro. Quinta-feira era dia de pagamento dos funcionários da Prefeitura da cidade, e no final da tarde anterior o dinheiro já havia esgotado.

Houve uma pequena recarga, quase toda sacada, ficando somente R$ 1.070,00 no caixa levado pelos assaltantes. A ação foi filmada, mas os bandidos usavam capuzes no rosto para dificultar a identificação.

Em meados de março, a mesma agência foi assaltada de madrugada por cerca de dez homens, que puseram o caixa eletrônico num furgão. Na ocasião, o prejuízo do banco foi de R$ 48 mil. "O modo de ação foi bem parecido. Tudo leva a crer que seja a mesma quadrilha", disse o superintendente Inaldo Silvério, da delegacia de Fazenda Rio Grande. Dois outros assaltos semelhantes, ocorridos recentemente na Lapa e em Quatro Barras, também são atribuídos ao bando. A investigação deve ser centralizada pelo Cope.