Ousados, três bandidos, algemados, conseguiram enganar um policial civil e fugir de dentro do camburão, que os levava até o Fórum de Campina Grande do Sul, para uma audiência. Marcelo da Silva e Augusto Sérgio Martins foram recapturados em seguida, pela Polícia Militar. O terceiro preso, que deu três nomes à polícia quando foi preso – José Batista de Melo, Paulo César da Cruz e José Batista Neto – não havia sido pego até a noite de ontem.

Os três detentos, que respondem por homicídio, num mesmo inquérito policial por receptação, estavam recolhidos no Centro de Triagem, em Piraquara. Sempre que algum detento precisa cumprir compromissos no Fórum de Campina Grande do Sul, é levado à delegacia local, onde permanece até o horário marcado. O transporte do réu, da delegacia ao Fórum, é feito pelos próprios plantonistas da Polícia Civil.

Com os três receptadores não foi diferente. Eles chegaram pela manhã na delegacia e levados, às 13h, para a audiência. Quando o plantonista Arxibane Rodrigues Moncorvo – que fez o serviço sozinho por causa da falta de efetivo na delegacia – abria a viatura, em frente ao Fórum, os presos, mesmo algemados, conseguiram rendê-lo e ganhar a rua. Arxibane conseguiu agarrar um deles, mas como estava sozinho, facilmente foi dominado. O policial também tentou atirar contra os marginais, mas não os acertou.

Mesmo algemados, eles conseguiram se livrar de Arxibane, que mesmo atirando contra os detidos, não obteve sucesso em recapturá-los.

O plantonista chamou ajuda e, pouco tempo depois a Polícia Militar recapturou Marcelo e Augusto, num matagal próximo do Fórum, que fica no centro da cidade. Apesar de a polícia ter informações do terceiro fujão – ele teria invadido uma casa no centro – não conseguiu encontrá-lo. Até a noite de ontem, a PM realizava cercos e buscas no município, tentando localizá-lo. Mesmo com o atraso de mais de duas horas do horário marcado, a juíza Paula Adad Candeo não cancelou a audiência e ouviu os dois presos fujões.