Em menos de 30 dias, cinco pessoas foram assassinadas em Borda do Campo, São José dos Pinhais. O último crime foi cometido pouco depois das 13h desta segunda-feira (22), quando um rapaz, de aproximadamente 25 anos, foi assassinado a tiros. Ele foi identificado apenas como “Paulistinha” e, segundo testemunhas, dividia quarto com Luiz Felipe do Nascimento, 21, assassinado com mais de 15 tiros, na semana passada.

De acordo com o sargento Nascimento, do 17.º Batalhão da Polícia Militar, o rapaz, sem documentos de identificação, caminhava pela Rua Canoinhas, a mais movimentada do bairro, quando um homem atirou contra ele. Mesmo ferido, ele correu para dentro de um bar, mas morreu em seguida, ao lado do balcão. O assassino fugiu a pé.

Relação

A responsável pela delegacia de Borda do Campo, Regina Silveira, disse que apesar da vítima não estar identificada, já é possível afirmar que os homicídios estão relacionados. “Não sabemos o motivo, mas pode ser o envolvimento, tanto do “Paulistinha’, quando do Luiz com o tráfico de drogas”, explicou.

Luiz foi assassinado quarta-feira da semana passada, quando arrumava o próprio carro em uma oficina mecânica, na Rua Concórdia, a cerca de duas quadras de onde “Paulistinha” foi morto.

Um morador, que preferiu não se identificar, disse que algo estranho está acontecendo em Borda do Campo. “Aqui já foi um lugar violento, já vimos muitos jovens serem assassinados, mas assim, durante o dia, e nas ruas mais movimentadas, deixa todo mundo assustado”, comentou.