Em 30 dias oito pessoas morreram no local.

Durante duas horas da noite de sábado os moradores da Vila Martins, região de Borda do Campo, São José dos Pinhais, fecharam a BR 277 para uma manifestação pela morte da garotinha Tayomara Regina Carvalho Nunes, 11 anos. Ela foi atropelada às 18h40 do mesmo dia, e o condutor do veículo fugiu sem prestar socorro.

Enquanto passava pelo acostamento da rodovia, junto com a mãe e duas irmãs, Tayomara foi atropelada por um homem, conduzindo um Passat, e que em seguida fugiu do local. A menina chegou a levantar os braços para pedir socorro, mas antes de ser atendida outros dois carros não conseguiram parar a tempo, atropelando-a novamente. Tayomara não resistiu aos ferimentos e morreu no local. Alguns moradores viram o condutor do Passat parar alguns metros à frente do local do acidente, em posto, arrumar o capô do carro e ir embora, sentido Curitiba.

Revolta

Revoltados com a morte da menina os moradores da região se reuniram, e fecharam as duas pistas da BR, ateando fogo em vários pneus. Segundo os manifestantes este foi oitavo atropelamento com vítimas fatais nos últimos 30 dias.