A distância entre as passarelas, a falta de segurança e a desatenção, tanto do motorista quanto do pedestre, resultaram em mais uma morte na BR-277. Desta vez, às 20h50 de sexta-feira, no quilometro 81, João José de Carvalho,42 anos, foi atropelado pelo Kadett placa AEW-3221, de Curitiba, dirigido por Jediael Ewerson Cardoso, 18. João morreu no local. A aposentada Teresa Pinto Antunes disse que acidentes são constantes naquela área. "A distância entre uma passarela e outra é longa, ninguém que precisa atravessar a rodovia vai andar até lá", explicou.