Dilmário foi colhido no
acostamento da BR-116.

Por causa da imprudência de um motorista de ônibus, o pai de família Dilmário Francisco Narciso, 26 anos, foi atropelado e morto enquanto pedalava sua bicicleta a caminho do trabalho. O acidente aconteceu na tarde de ontem, no quilômetro 15 da BR-116, Atuba.

No começo da tarde, Dilmário saiu da Vila Liberdade, em Colombo, rumo ao Jockey Club, onde iria enfrentar mais um dia de trabalho nas cocheiras do local. Um amigo dele o acompanhava, para pedir um emprego no Jockey, quando Dilmario foi atropelado. O acidente aconteceu no momento que os dois pedalavam pelo acostamento da BR 116 e um Santana Quantum, placa AMC-2063, foi obrigado a desviar da estrada e atropelou Dilmário. O amigo dele conseguiu desviar do veículo. Após a colisão, o condutor, Sérgio Alípio da Silva, 36, chamou o socorro, mas a vítima não resistiu aos ferimentos e morreu no local.

Ônibus

De acordo com Isaías Pereira da Silva, que seguia dirigindo pela rodovia, e viu como aconteceu o acidente, a culpa foi do motorista de um ônibus da empresa Itapemirim. De acordo com a testemunha, o coletivo migrou da pista da esquerda, para a direita, fechando o condutor do Santana, o qual foi obrigado a frear bruscamente, saindo da rodovia em direção ao acostamento. O motorista do ônibus chegou a parar alguns metros à frente do corpo e em seguida foi embora sem prestar socorro. “Infelizmente não consegui anotar a placa do ônibus”, lamentou Isaías.

O condutor do Santana foi ouvido e liberado pelos policiais rodoviários federais. Dilmário era casado e pai de uma filha de dois anos.