A Delegacia de Homicídios confirmou que o Sandero vermelho queimado na tarde de quinta-feira, no Capão Raso, foi o veículo usado no assassinato do agente penitenciário Jefferson Tadeu dos Santos Andrade, 50 anos, no dia anterior. O carro foi roubado na segunda-feira, na Rua Vereador Washington Mansur, a poucas quadras de onde o agente foi morto. A polícia divulgou imagens do assassino, no momento em que ele caminhava em direção à vítima, e conta com a ajuda da população para identificá-lo.

O motivo do crime ainda não está claro para a polícia e até mesmo a possibilidade de latrocínio (roubo com morte) voltou a ser considerada. O Palio de Jefferson, placa ALV-7339, continua desaparecido. A polícia analisa o celular da vítima, para rastrear as ligações feitas ao agente.

Crime

Jefferson foi assassinado na Rua Gabriela Mistral, no Ahu, no fim da manhã de quarta-feira. Ele fazia um lanche em seu Palio, quando o assassino se aproximou, o retirou do veículo e atirou duas vezes em sua cabeça. O Sandero foi visto deixando o local.