O estofador José Carlos Camargo, 41 anos, foi assassinado com facadas no peito, dentro de casa, na madrugada de sábado, em Colombo. Ele foi encontrado pela manhã por um vizinho. Estava caído na sala da moradia situada na Rua dos Antúrios, esquina com a Rua das Dálias, no São Dimas.

Jenifer, filha de José Carlos – grávida de sete meses -, contou que o pai trocou toda a família por pedras de crack. O vício na droga estragou a vida dele. Por causa do consumo do entorpecente, a mulher o largou há dois anos e saiu de casa levando consigo o restante da família.

O estofador ficou morando sozinho no local, onde sobrevivia fazendo bicos. A filha contou ainda que a casa transformou-se um ponto de uso de drogas, onde viciados entravam e saíam a qualquer hora do dia ou da noite.

O sargento Coradim, do 17.º Batalhão da Polícia Militar, perguntou a vizinhos se eles ouviram algo estranho na casa. Porém, todos afirmaram nada ter visto de anormal.

Mesmo assim, suspeita-se que José Carlos foi morto ainda no início da madrugada. A casa apresentava sinais de luta corporal, como se a vítima tivesse tentado se defender.

Mais um

O usuário de drogas Fábio Jelisson de Araújo, 23 anos, foi assassinado com quatro tiros, por volta das 21h de sábado, em Almirante Tamandaré. O crime aconteceu na Rua Porto União, no Jardim Apucarana, a cerca de duas quadras de onde ele morava.

De acordo com testemunhas, o jovem caminhava pela rua quando dois indivíduos, dentro de um veículo, passaram atirando. Fábio foi atingido por dois disparos nas costas, um na boca e outro no queixo. Familiares contaram que o jovem usava drogas, o que pode ter motivado o crime.