A tentativa de salvar sua irmã e a panificadora da família de um assalto custou a vida de Tayla Michele Agne de Faria, 15 anos. Ela foi atingida por um tiro na boca, dado pelo assaltante, e morreu a caminho do hospital.

O crime ocorreu dentro da Panificadora Santa Ceia, na Rua Alcides Gomes da Silva, centro de Itaperuçu, às 14h15 de ontem.

De acordo com o investigador Pires, da delegacia de Rio Branco do Sul, para onde o boletim de ocorrência foi encaminhado, o assaltante chegou na moto Titan azul placa ANU-7690, entrou no estabelecimento armado e deu voz de assalto a Taís, 17 anos, irmã de Tayla, que cuidava do caixa.

Taís teria dado um grito, e Tayla veio da cozinha ver o que acontecia. A garota chegou correndo por trás do balcão e assustou o bandido, que atirou contra a adolescente a uma distância de três metros.

Pires tem uma versão não confirmada para a reação de Tayla. Segundo relatos que colheu no local, ela teria tentado bater no bandido com uma vassoura.

?Porém, quando cheguei na panificadora, não vi nenhuma vassoura por perto. Não posso afirmar se de fato a vítima agiu desta forma?, comenta o investigador.

Identificação

No momento do assalto, não havia nenhum cliente no estabelecimento. Porém, uma pessoa que estava na rua conseguiu anotar as letras iniciais da placa da moto. Com a identificação de cor e iniciais, a polícia conseguiu descobrir que tratava-se de uma moto tomada em assalto em Pinhais, no dia 28 de novembro.

Apesar de não identificado pelo nome, a polícia também conseguiu descobrir, pelas características físicas do assaltante e da moto, que o mesmo marginal havia roubado outro estabelecimento em Almirante Tamandaré, momentos antes.

O assaltante é moreno claro e tem entre 20 e 22 anos. Ao sair da panificadora, ele ainda colocou o capacete e fugiu na moto, tomando rumo ignorado. Até o início da noite de ontem a Polícia Militar realizava rondas por toda a região, porém não conseguiu localizar o suspeito.

Revolta

No fim da tarde, moradores bloquearam a entrada da cidade pedindo por mais segurança e se revoltaram, depredando a delegacia.