Assaltantes de saída de banco fizeram mais uma vítima, no início da tarde de ontem, desta vez no Tarumã. Os bandidos não conseguiram levar dinheiro, mas balearam o cabo do Exército Luiz Marcelo Reck, 25 anos, que foi levado em estado grave ao Hospital Cajuru. O crime aconteceu no estacionamento do banco Itaú, na esquina da Rua Presidente Epitácio Pessoa com a Rua Epaminondas Franco.

Luiz e a esposa sacaram R$ 7 mil na agência da Avenida Vitor Ferreira do Amaral e caminharam por 100 metros até o estacionamento. Quando se aproximavam do carro, dois marginais deram voz de assalto.

Segundo testemunhas, Luiz lutou com um dos bandidos, que efetuou alguns disparou para o chão. Enquanto o cabo tentava tirar a arma do assaltante, o outro criminoso atirou nas suas costas. A dupla fugiu a pé, levando apenas a bolsa da mulher, com documentos e outros pertences. Luiz ficou com o dinheiro, mas colocou sua própria vida em risco.

Insegurança

Bastante assustada, a esposa de Luiz, Ana Paula, reclamou da falta de segurança na saída da agência. “A gente tem poucos mecanismos que garantam nossa segurança. Quem vai pagar o dano causado ao meu marido?”, esbravejou.

A esposa se referia à distância do banco ao estacionamento, que facilita a aproximação de criminosos, e à falta de biombos na agência, em desconformidade com a lei que obriga sua instalação.

O objetivo dos biombos é evitar que as pessoas que estão nas filas possam ver as operações realizadas nos caixas. As agências que não cumprirem com a legislação estão sujeitas a multas, que podem chegar a R$ 25,6 mil, e podem até perder o alvará de funcionamento.