A Polícia Militar apreendeu, na noite de segunda-feira, cerca de duas toneladas de maconha em Foz do Iguaçu. A polícia suspeita que a droga foi trazida de barco do Paraguai e abandonada no bairro de Porto Meira, às margens do Rio Paraná. A apreensão foi feita a partir de um telefonema anônimo ao Narcodenúncia (181). Uma equipe policial que estava próxima ao local localizou a droga em um terreno baldio.

Caso seja confirmado que a droga procede do país vizinho, o crime será considerado tráfico internacional e o inquérito deverá ser instaurado pela Polícia Federal. A Polícia Militar utilizou cinco caminhonetes para transportar a droga até um depósito da Polícia Federal, em Foz do Iguaçu. A maconha vai permanecer na PF até que uma ordem judicial defina seu destino.

De acordo com o delegado titular da 6.ª Subdivisão de Polícia de Foz do Iguaçu, José Roberto Jordão, as buscas para encontrar os responsáveis pela droga e os esforços para desarticular uma das principais rotas do tráfico do Brasil foram intensificados. ?Sabemos que as características de uma região de fronteira facilitam o tráfico de drogas e o contrabando. É por isso que, numa ação conjunta entre as polícias Civil e Militar, além da Polícia Federal, intensificamos as ações em toda a região para diminuir os índices de criminalidade?, disse Jordão, referindo-se à Operação Foz Segura, que ocorre desde março.

O delegado Jordão destacou também a participação da comunidade nos resultados obtidos pela Operação Foz Segura. ?A sociedade entendeu que ela possui um papel importantíssimo no processo de combate à criminalidade?.