A Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) apreendeu 19 mil botijões de gás na transportadora Translatina, numa área residencial, em Araucária. A revendedora ilegal foi interditada. Segundo a ANP, os botijões estavam estocados de modo inseguro, com grave risco de explosão. A agência realiza desde segunda-feira a operação de combate ao comércio e armazenamento irregulares de botijões de gás no Paraná. De acordo com o chefe de fiscalização do escritório regional da ANP de São Paulo e região, Alcides Amazonas, no Paraná ainda há muitos pontos ilegais e exige atenção da agência reguladora.

No total, seis pontos foram fechados: duas revendas clandestinas em Almirante Tamandaré; duas revendas legais (por comércio ilícito) e dois depósitos irregulares, em Araucária. Até ontem foram retidos 23,6 mil botijões de gás. Em todos os casos, os responsáveis responderão processo administrativo e pagar multa entre R$ 20 mil e R$ 5 milhões. Distribuidoras de gás da região serão acionadas como “fiel depositário” do material apreendido. Os botijões de gás considerados aptos serão comercializados. O recurso da venda será destinado à ANP e ao Tesouro Nacional.

Bomba

Parceria com o Corpo de Bombeiros está em discussão entre ANP e Secretaria da Segurança Pública, na intenção de sufocar a atividade no Estado. “Ao adquirir um botijão sem garantias, o consumidor pode estar levando uma bomba para dentro de casa”, alerta Amazonas. O contato da ANP é 0800-9700267.

Hoje, a ANP realiza a quinta edição do “Programa Gás Legal na Escola”, para conscientizar estudantes da importância do uso correto de botijões. O encontro será na Escola Municipal Jardim Santos Andrade, no Campo Comprido, às 9h.