Pedro Cleverson da Silva, 30 anos, levou a pior ao trocar tiros com policiais militares do 13.º Batalhão, às 16h de ontem, na Rua Pedro Zagonel, esquina com a Teófilo Mansur, no Capão Raso. Ele foi ferido na cabeça, no peito e na virilha, e está internado.

Há pouco tempo, Pedro havia sido vítima de atropelamento e, ontem, tinha consulta no Hospital do Trabalhador, às 14h. Testemunhas informaram que o homem chegou ?enlouquecido?, xingando funcionários e chutando portas. Ele foi colocado para fora pelos seguranças.

De volta para casa, quase duas horas depois, Pedro gritou o nome de um vizinho e atirou contra a casa dele. Em seguida, começou a efetuar disparos a esmo. Moradores chamaram a Polícia Militar, mas o rapaz não ficou intimidado com a viatura da Patrulha Escolar e atirou contra os policiais, que revidaram. Mesmo ferido, Pedro continuou atirando, até a munição do revólver acabar. Ao perceber que não haviam mais projéteis, desmaiou.