Condenado pelo caso do “Morro do Boi”, Juarez Ferreira Pinto, foi liberado pela Justiça na noite desta sexta-feira (12), em Curitiba, por estar com a saúde debilitada.

O acusado poderá cumprir o restante de sua pena – 65 anos e cinco meses de prisão, concedida em outubro deste ano – em casa. Juarez foi condenado pelos crimes de latrocínio e atentado violento ao pudor.

O crime aconteceu contra o casal Osíris Del Corso, que morreu, e Monik Pegorari de Lima, que ficou paraplégica ao ser baleada e violentada. O caso aconteceu no Morro do Boi, em Matinhos, em janeiro de 2009, e ganhou uma grande repercussão.