Cinco meninas com idades entre 10 e 16 anos foram confirmadas como vítimas do pedófilo Dionildes Ferreira dos Santos, 55 anos. O suspeito foi preso pela Polícia Civil em Maringá no último sábado.

As cinco vítimas prestaram depoimento à polícia e reconheceram o agressor. Além delas, outras 25 adolescentes podem ter sido abusadas sexualmente de Santos. Segundo o delegado Gustavo de Pinho Alves, da Delegacia da Mulher, as outras prováveis vítimas do pedófilo estão descritas em três agendas encontradas em sua casa.

“Ele tinha essas agendas com o nome de 30 meninas e, dentre elas, as cinco que já confirmaram o abuso sexual. Além do nome, ele escrevia suas idades, anotações sobre o corpo e detalhes da sexualidade de cada uma”, disse Alves.

Para aliciar as garotas, o delegado conta que o pedófilo oferecia dinheiro para as meninas irem a sua casa ajudá-lo a organizar revistas que comprava e vendia. Na residência, oferecia doces, estimulava as meninas a tomarem banho e as convencia a manterem relações sexuais através de pagamento, que variava entre R$ 50 e R$ 80.

Em depoimento à polícia, Santos negou as acusações. Segundo ele, as meninas iam à sua casa para ajudá-lo com seu trabalho com as revistas e às vezes tomavam banho. O acusado está preso na 9.º Subdivisão Policial de Maringá e inicialmente irá responder pelos crimes de estupro e favorecimento a exploração sexual.