O incêndio em um mato, no canteiro central do quilômetro 595 da BR-376 – pista sentido Pinheirinho do Contorno Sul, na Cidade Industrial – provocou um engavetamento de oito veículos: quatro caminhões e quatro carros, às 13 horas de ontem.

Quatro pessoas ficaram gravemente feridas. Segundo testemunhas, a nuvem de fumaça que cobria a pista atrapalhou a visão dos motoristas, e fez com que diminuíssem a velocidade na rodovia, o que ocasionou as colisões.

O primeiro carro da fila, um Omega dirigido por Elizeu Alves, 39 anos, foi atingido na traseira por um caminhão modelo 608. Elizeu desceu do carro para ver o estrago e nisso um outro caminhão Volkswagem bateu na traseira do 608, empurrando-o ainda mais contra o Omega. Elezeu foi prensado e teve graves ferimentos nas pernas.

Com os três veículos parados na pista, em meio a nuvem negra de fumaça, em questão de segundos outros cinco carros foram colidindo em sequência. A mais grave foi a colisão da Scania placa MEL-2564 (SC) na traseira de um caminhão Volskswagem.

O motorista da Scania ficou preso nas ferragens, que tiveram que ser cortadas para que ele e fosse socorrido. O tenente Zancan, da Polícia Rodoviária Estadual (PRE), contou que quatro vítimas foram levadas para os hospitais da cidade. Duas delas em estado grave.

Voluntário

Um dos primeiros a chegar no local foi o socorrista Luís Alberto Sampaio, do Resgate Voluntário Parceiros da Vida de São José dos Pinhais. Ele contou que estava na região recolhendo doações para serem enviadas para os desabrigados de Santa Catarina. “Quando chegamos demos os primeiros atendimentos. O trânsito estava parado na rodovia e a fumaça era muita”, contou.

Além da equipe do Resgate Voluntário Parceiros da Vida, participaram da ação policiais da PRF e oito equipes do Corpo de Bombeiros. O trânsito foi controlado e pista foi trancada por alguns instantes.