A localização do carro do coronel reformado da Polícia Militar, Valdir Cabral, 58 anos, assassinado na madrugada de quarta-feira, é a mais nova pista obtida pela Delegacia de Furtos e Roubos (DFR) na tentativa de elucidar o caso. A vítima foi assassinada dentro da casa em que vivia, na Rua São Luiz, bairro Cabral, com mais de 20 golpes de faca nas costas, peito, braços e pescoço. Ele estava no chão do quarto, nu e coberto por um lençol.

De acordo com o delegado Rubens Recalcatti, o carro (Fiat Pálio placa AAK-0694) foi encontrado totalmente queimado, no início da tarde de ontem, em uma rua do bairro Jardim Condor, em Araucária.