A votação, em segundo turno, da reforma da Previdência no plenário da Câmara ficou mesmo para a próxima semana. A confirmação da mudança na data da votação foi feita há pouco pelo vice-líder do governo na Câmara, deputado Professor Luizinho (PT/SP), que considerou mais prudente esperar pela próxima semana para garantir um quórum seguro no plenário da Casa que assegure a aprovação da matéria pelos deputados.

?O mais provável é que a votação seja na quarta-feira, porque é mais tranqüilo. Nesta semana, a prioridade é a aprovação do Primeiro Emprego, que está trancando a pauta, e a Lei de Falências?, disse. Quanto à expectativa para a conclusão do segundo turno, Luizinho disse esperar tranqüilidade e rapidez na votação. ?Há um acordo para que nenhum partido apresente emendas no segundo turno. Não há a possibilidade de um acordo deste porte não ser cumprido?, disse.