Um vazamento de amônia na linha de produção do Frigorífico Frango Forte, em Monte Alegre do Sul, a 1400 quilômetros de São Paulo, provocou intoxicação em 47 funcionários no início da manhã de hoje, informou o Corpo de Bombeiros de Amparo, que atende à cidade vizinha. O acidente ocorreu por volta das 7h e os funcionários foram atendidos em dois hospitais de Amparo. A maioria foi liberada logo após o atendimento e alguns permaneceram internados em observação.

De acordo com a regional Campinas da Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental (Cetesb), a amônia é utilizada na refrigeração dos frangos e o vazamento ocorreu na válvula de purga, durante uma limpeza na linha. Ainda segundo a Cetesb, a linha precisa estar sem resíduos de amônia para que a limpeza seja feita, o que não deve ter ocorrido.

A inalação de grandes concentrações de amônia pode ser letal, conforme a Cetesb. O órgão irá avaliar a ocorrência para discutir que ações administrativas podem ser aplicadas. Informou que o problema já estava controlado às 8h30, quando os técnicos da Cetesb chegaram ao local.

Os Bombeiros explicaram que acionaram a Vigilância Sanitária de Monte Alegre do Sul para avaliar se o vazamento interferiu na produção dos alimentos do frigorífico, instalado no bairro Três Pontes. A empresa tem cerca de 250 funcionários.

O advogado do frigorífico, Nivaldo Sbragia, disse que ocorreu "falha humana", mas que o procedimento de segurança teve início assim que o problema foi verificado. "Não foi nada demais umas dez pessoas foram intoxicadas, mas nada grave", tentou minimizar o advogado. A Cetesb confirmou o número de vítimas informado pelos Bombeiros, de 47 funcionários.