A Urbanização de Curitiba S.A. (Urbs), empresa municipal que gerencia o trânsito e o transporte coletivo na cidade, começou nesta segunda-feira (5) a fazer o cadastro de alunos para o passe escolar – um desconto de 50% no valor da tarifa, o que representa R$0,90.

Para ter direito ao passe, o estudante deve cumprir os requisitos legais do benefício: renda familiar máxima de três a cinco salários mínimos (conforme o número de filhos) e distância mínima de um quilômetro entre a casa e a escola.

O cadastro será feito, até 30 de março, numa central de atendimento aos estudantes na avenida Affonso Camargo junto ao viaduto do Capanema, quase em frente à estação rodoferroviária, e nas Ruas da Cidadania das regionais Boa Vista, Bairro Novo (Sítio Cercado), Carmo (Boqueirão), Pinheirinho, Fazendinha e Santa Felicidade. O horário de funcionamento será das 8h30 às 17h.

A descentralização dos locais de cadastro para o passe escolar promovida pela Urbs levou o atendimento para mais perto de quem precisa beneficiando 25.727 estudantes de baixa renda, em 2006. A iniciativa começou no ano passado e o saldo foi positivo, já que foram atendidos com o passe 5.325 estudantes a mais do que em 2005.

"O ganho maior neste processo é a garantia do direito a quem precisa. Além disso, a descentralização acelera o atendimento acabando com as filas", afirma o gerente de Fiscalização e Controle do Transporte Coletivo de Curitiba, Edson Berleze.

Informações detalhadas sobre a apresentação de documentos necessários para a concessão do passe escolar podem ser obtidas pela central telefônica 156, e também estão disponíveis na página da Prefeitura de Curitiba na internet (www.curitiba.pr.gov.br).

A meia-tarifa é concedida a alunos que morem e estudem em Curitiba, com renda familiar mensal entre R$ 1.050,00 a R$ 1.750,00 conforme o número de irmãos. Cada aluno tem direito a adquirir 50 passes por mês ou 100 para dois meses, para usar nos deslocamentos de ida e volta da escola.