Átila Alberti / GPP
Átila Alberti / GPP

Segundo a Urbs, todos os 1,8 mil ônibus da Rede Integrada de Transporte estarão nas ruas por volta das 15h.

Para atender os torcedores que vão sair mais cedo do trabalho para assistir o jogo Brasil X Japão, a Urbanização de Curitiba S/A (Urbs) vai colocar 100% da frota de ônibus para rodar na tarde desta quinta-feira (22). Todos os 1,8 mil ônibus da Rede Integrada de Transporte (RIT) estarão nas ruas por volta das 15h, horário em que a maioria das escolas e empresas deve encerrar o expediente.

Nos dias úteis, no começo da manhã, é normal que 100% da frota esteja em circulação. No final da tarde normalmente circulam 90% dos ônibus. Fora dos horários de pico, porém, a frota em operação cai quase pela metade. Colocar todos os ônibus na rua por causa de um evento especial, no meio da tarde, é um fato inédito na cidade.

"No primeiro jogo, na semana passada, colocamos 60% dos ônibus-extra na rua, mas a demanda surpreendeu nossas expectativas, por isso no jogo desta quinta vamos tirar todos os ônibus das garagens para atender os torcedores", explica o gerente de operação do transporte coletivo da Urbs, Luiz Filla.

"Isto não significa, porém, que todos que saírem do trabalho a partir das 15h conseguirão chegar ao seu destino antes das 16h, quando começará o jogo; por isso, é necessário ter paciência e calma para chegar em casa", alerta Filla.

O transporte coletivo trabalha com horários de pico que são de pelo menos duas horas. "É impossível que este pico ocorra em apenas 50 ou 60 minutos e todos consigam chegar ao seu destino", diz Filla. Ele recomenda que atividades e serviços que tenham condições liberem seus alunos ou funcionários antes das 15h, para que mais pessoas possam se deslocar em tempo e com segurança.

A falta de um escalonamento nos horários de saída pode causar pontos de lentidão no trânsito, o que afeta quem anda de ônibus e quem usa carro particular. "No primeiro jogo, que também foi num dia útil, percebemos que com todos saindo do trabalho no mesmo horário ficou difícil garantir fluidez no escoamento dos veículos em algumas vias", diz a gerente de orientação da Diretoria de Trânsito (Diretran) da Urbs, Jaqueline Canto. "Mas o importante é chegar em casa com segurança, trafegando devagar, e, se possível, antecipar o horário de saída".

A Diretran estará mobilizada antes e depois da partida da seleção brasileira. Pelo menos 40 agentes de trânsito ficarão nos locais mais críticos 30 minutos antes do final do jogo. O diretor de trânsito, Gilberto Foltran, recomenda o uso do transporte coletivo para quem puder deixar o carro em casa: "O motorista já vai estar preocupado por causa do jogo, e pode evitar estresse no trânsito usando o ônibus", afirma ele.