O Tribunal Superior Eleitoral negou o pedido do Partido dos Trabalhadores para que o Grupo Estado suspenda a divulgação de imagens dos R$ 1,75 milhão apreendidos pela Polícia Federal com petistas para a compra do dossiê Vedoin. O pedido, protocolado na tarde desta  sexta-feira (29) pelos advogados do presidente do PT, Ricardo Berzoini foi analisado pelo ministro José Delgado, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE)

"Não há comprovação de que o segredo de Justiça concedido pelo relator do procedimento acima indicado tenha se expandido a qualquer outro feito judicial ou de natureza investigatória em curso na Política Federal", afirmou o ministro em seu despacho, referindo-se à investigação aberta no TSE para apurar o envolvimento de petistas, inclusive do presidente lula com a venda do dossiê.