Apenas três segmentos do varejo pesquisados pelo IBGE na comparação com mês
anterior apresentaram crescimento nas vendas em maio ante abril: móveis e
eletrodomésticos (2,08%), combustíveis e lubrificantes (0,87%) e veículos,
motos, partes e peças (0,47%), ambos com impacto positivo no resultado de 0,40%
nessa base de comparação. Por outro lado, houve queda, ante abril, em
hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo (-0,39%) e
tecidos, vestuário e calçados (-13,02%).

Na comparação com maio, período
no qual foram pesquisados mais segmentos, seis das dez atividades do varejo
registraram crescimento no volume de vendas: hipermercados, supermercados,
produtos alimentícios, bebidas e fumo (1,23%); móveis e eletrodomésticos
(18,30%); artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos, de perfumaria e
cosméticos (5,09%); equipamentos e material para escritório, informática e
comunicação (51,19%); outros artigos de uso pessoal e doméstico (9,10%) e
veículos, motos, partes e peças ( 1,83%).

As variações negativas nessa
base de comparação ocorreram em combustíveis e lubrificantes (-7,26%); tecidos,
vestuário e calçados (-6,09%); livros, jornais, revistas e papelaria (-0,16%) e
material de construção (-6,96%).