O Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul, extinguiu nesta quinta-feira (1.º) o processo que reivindicava indenização pela morte do bancário Eduardo Ribeiro de Souza. Ele estava entre os 154 passageiros

do Boeing 1907 da Gol que se chocou no ar com o jato Embraer Legacy no dia 29 de setembro do ano passado. O acidente não deixou sobreviventes

Na ação, os familiares chegaram a pedir o seqüestro do Legacy com objetivo de garantir o pagamento da indenização. Entretanto, a família resolveu cancelar todo o processo. A família do bancário limitou-se a dizer que tomou a medida por motivos particulares