O ministro da Justiça, Márcio Thomaz Bastos, começa a semana à frente da Caravana do Desarmamento. Nesta segunda-feira (25), ele vai a São Luís (MA) e na terça, a Recife (PE), pedir a adesão dos governadores à Campanha do Desarmamento e assinar a liberação de recursos do Fundo Nacional de Segurança Pública, no valor de R$ 3,5 milhões para o Maranhão e R$ 6,9 milhões para Pernambuco.

O secretário nacional de Segurança Pública, Luiz Fernando Corrêa, do diretor-geral da Polícia Federal, Paulo Lacerda, parlamentares e representantes de organizações não-governamentais acompanham o ministro. Desde o dia 7 deste mês, a caravana já passou pelos Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Rio Grande do Norte, Ceará, Piauí e o Distrito Federal, Tocantins, Goiás, Mato Grosso e Rondônia.

Na reunião com os governadores e autoridades locais, Thomaz Bastos vai propor a criação do Comitê de Apoio à Campanha do Desarmamento, representado pela sociedade civil, governo do estado e das polícias estaduais e da Federal. Todos os estados visitados já aceitaram a proposta e agendaram a primeira reunião desses grupos para o dia quatro de novembro.

O Maranhão ocupa a vigésima-segunda posição no ranking dos estados, com 951 armas entregues pela população. O ministro se encontra com o governador José Reinaldo Tavares (PFL) às 10h30 no Palácio Henrique de La Rocque. Do total de R$ 4,6 milhões que o ministro vai repassar ao estado, R$ 3,5 milhões serão de convênios do Fundo Nacional de Segurança Pública e R$ 1,1 milhão em compras diretas. O estado receberá seis motocicletas Honda XR250, 25 automóveis Corsa, um furgão Iveco e um Fiat Ducato.

O encontro do ministro com o governador de Pernambuco, Jarbas Vasconcelos (PMDB), será na terça (26), às 10h30, no Palácio Campo das Princesas. Do total de R$ 8,9 milhões que o estado receberá, R$ 6,9 milhões serão de convênios do Fundo e R$ 2 milhões em compras diretas. Serão destinados a Pernambuco 75 motocicletas Yamaha XT 600, um Fiat Ducato e 25 Gols. Pernambuco ocupa o 4º lugar, com 10.804 armas recolhidas.