Carlitos Tevez deu nesta quarta-feira (26), no Parque São Jorge, uma notícia boa e uma ruim para os corintianos. A boa foi um pedido de desculpas por ter feito gestos para a torcida se calar após fazer um gol contra o Fortaleza, no último sábado.

"Peço desculpas para a nação corintiana. Eu errei. Fiz por que me xingaram, mas errei", disse o atacante argentino.

A notícia ruim é que Tevez está pensando em sair do Corinthians depois dos últimos incidentes. Após o jogo de sábado, seu carro, um Mercedes preto, foi chutado por torcedores na saída do Morumbi. Sua esposa, Vanessa, e sua filha, Florencia, estavam no automóvel.

"Quero ficar no Corinthians, mas tenho de falar com minha família. Minha senhora e minha filha Florencia ficaram muito assustadas com o que aconteceu. É muito difícil. Tenho de pensar em minha família", disse Tevez, para emendar em seguida. "Quero ficar e acho que vou ficar. Afinal sou eu que mando em casa", brincou.

A dúvida de Tevez, no entanto, ainda não foi comunicada ao presidente da MSI, Kia Joorabchian. "Ele sabe o que aconteceu, mas ainda não falei o que estou sentindo", revelou o jogador.

O atacante abriu um sorriso largo para falar de seus prováveis destinos. Após o jogo contra o Fortaleza, ele afirmou que tinha várias propostas. "Sei dos clubes que vocês (jornalistas) falam. Chelsea, Manchester, Inter, Sevilla…", enumerou. "Só não vou para o Palmeiras, River e São Paulo. Aí, fico sem jogar", avisou.