A Federação Internacional de Natação (Fina) puniu ontem com seis anos de suspensão o técnico ucraniano Mijalo Zubkov, que agrediu a filha, Kateryna Zubkova, após ela ter falhado em se classificar para a final dos 50 metros costas do Mundial. Segundo a Fina, Zubkov infringiu o código de conduta da entidade.

A briga entre pai e filha foi captada por um canal local, logo após a prova em que a garota de 18 anos não teve um bom desempenho. A punição foi dada apesar da reconciliação entre os dois. "Também foi culpa minha", desculpou-se a nadadora, durante o julgamento do caso, na quinta-feira. Segundo a garota, o motivo da briga teria sido seu namorado, que não era aprovado pelo pai. "Ele nunca me machucaria", garantiu.