O Comitê de Política Monetária (Copom) decidiu hoje reduzir a taxa Selic em 0,75 ponto porcentual, baixando-a para 16,50%, sem viés. A decisão não foi unânime: foram 6 votos a favor do corte de 0,75 ponto e 3 votos pelo corte de 1 ponto porcentual. Com a decisão de hoje, a taxa Selic cai ao menor nível desde setembro de 2004, quando o juro estava em 16% e foi elevado para 16,25%.

O comunicado da decisão foi o seguinte: "Dando prosseguimento ao processo de flexibilização da política monetária iniciada na reunião de setembro de 2005, o Copom decidiu reduzir a taxa Selic para 16,50%, sem viés, por 6 votos a favor e três votos pela redução em um ponto percentual".

O texto do comunicado foi muito parecido com o da reunião anterior, mas omitiu a informação de que o Copom iria "acompanhar atentamente a evolução do cenário prospectivo para a inflação até a sua próxima reunião, para então definir os próximos na estratégia de política monetária implementada desde setembro de 2005".

A última vez em que houve divisão no placar do Copom foi na reunião de dezembro de 2005, quando a taxa caiu de 18,50% para 18%, e dois diretores votaram a favor de uma queda de 0,75 ponto porcentual (um não participou, por licença médica).

A ata da reunião de hoje será divulgada no próximo dia 16, quinta-feira, às 8h30. A próxima reunião será nos dias 18 e 19 de abril.