O ministro-chefe da Secretaria de Relações Institucionais da Presidência da República, Tarso Genro, disse que a decisão tomada nesta segunda-feira (07) pela Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) de criar um Fórum de Cidadania pela Reforma Política ?é uma idéia extremamente importante, porque coloca na pauta como prioridade a reforma política?.

?O fundamental é que a OAB coloca como pauta urgente a reforma política e institui um fórum pluripartidário para isso (reforma política). O governo vai naquilo que for chamado colaborar e impulsionar esse movimento?, afirmou Tarso Genro.

A posição do governo é, segundo Tarso Genro, que a reforma política não sairá ?se não for uma forte demanda da sociedade sobre o governo, instituições e o Congresso?.

O governo, de acordo com o ministro de Relações Institucionais, dará toda a contribuição que for solicitada para que ?os legisladores que estão trabalhando sobre o assunto tenham condições de implementá-la o mais breve possível?.

Apesar da decisão da OAB, tomada na manhã de hoje pela presidência da entidade, o ministro Tarso Genro afirmou que a idéia da criação da Constituinte da reforma política não está sepultada, ?porque ela não foi proposta?.

?O que o governo manifestou é que se ocorresse um o movimento da sociedade, o governo seria o canal condutor para o Congresso tratar dessa questão. Mas é uma idéia que a sociedade pode continuar debatendo, tendo como rumo a reforma política?, destacou Tarso Genro.