O núcleo da Fundação de Ação Social da Regional de Santa Felicidade vai encerrar o ano com um grande casamento coletivo no próximo sábado. Graças a uma parceria da Prefeitura com o Tribunal de Justiça e quatro cartórios, 301 casais vão dizer o "sim" para oficializar a união.

A cerimônia vai contar com um coral de 80 vozes, para anunciar a entrada dos noivos. Um tapete vermelho e a marcha nupcial vão compor o tradicional cenário do enlace. Cada casal receberá do Instituto Pró Cidadania (IPCC) um aparelho de jantar de presente.

O casamento coletivo também encerra as atividades do programa Justiça no Bairro de 2004, e vai acontecer na quadra de esporte da Rua da Cidadania de Santa Felicidade. Em dois anos de programa já foram realizados três casamentos coletivos em que 521 casais regularizaram a união.

O casamento será organizado pelo núcleo Regional da FAS na Rua da Cidadania de Santa Felicidade. Muitas noivas prometeram comparecer vestidas de branco e com véu e grinalda. É o caso da noiva mais nova do grupo, Sidnéia Jensem, de 15 anos, que vai se casar com Robert Willian Mathias. O noivo mais velho, Adão Alves da Silva, tem 72 anos.

A cerimônia será realizada pela juíza Joeci Camargo, da 4ª Vara de Família. Os padrinhos dos casais serão o Prefeito Cassio Taniguchi e a presidente da FAS, Marina Taniguchi.

Segundo a equipe técnica da FAS, 90% dos casais já moram juntos e possuem filhos. Muitos deles ainda não se casaram por falta de condições financeiras. Um casamento civil, que é o que será realizado, custa em média R$ 180,00. Mas os 301 casais não terão de pagar pelos papéis e pela cerimônia, prevista para começar às 18h.