Taiwan não vendeu nem entregou caças F-5 à Nicarágua, disse hoje a embaixada do país, desmentindo versões da imprensa. Em comunicado enviado à Associated Press, a embaixada afirmou que Taiwan é um país promotor da paz e, portanto, não tem interesse em fazer gestos que poderiam alterar o equilíbrio militar da região centro-americana.

A missão diplomática acrescentou que os exércitos da Nicarágua e de Taiwan têm boas relações de amizade, mas jamais se viram envolvidos em venda ou compra de armamentos. O ministro das Relações Exteriores, Samuel Santos, também negou a versão sobre a entrega da caças e explicou que a Nicarágua é, na América Central, o país que tem o menor orçamento militar, de apenas US$ 33 milhões.