Os governadores dos três Estados do Sul, que se reuniram hoje em Porto Alegre, defenderam o uso do gás argentino como alternativa ao alto custo do gás boliviano e assinaram um documento – que será encaminhado nos próximos dias ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva – em que solicitam a construção de um gasoduto de 550 quilômetros ligando Uruguaiana (município gaúcho na divisa com a Argentina) a Porto Alegre, atendendo os Estados do Sul. (Leia mais na edição de amanhã do jornal O Estado do Paraná)