A imprensa holandesa informou há pouco que os médicos que fizeram a autópsia no corpo de Slobodan Milosevic encontraram substâncias estranhas que entraram no organismo do ex-presidente iugoslavo ao longo dos últimos meses.

Segundo uma fonte no Tribunal Penal Internacional para a ex-Iugoslávia (TPII), teriam sido encontrados vestígios de um remédio para combater lepra e tuberculose.