O plenário do Supremo Tribunal Federal julgará nesta terça-feira (19) uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (Adin) protocolada ontem pelo PPS, que contesta um decreto legislativo que serviu de base para o reajuste auto-concedido aos parlamentares, de 91%. A ação foi incluída hoje na pauta por causa da urgência do assunto e porque hoje também é o último dia do plenário do STF, que voltará a se reunir somente em fevereiro, quando já estaria em vigor o novo reajuste.