A Bolsa de Valores de São Paulo informa que o home broker, sistema de negociação de ações pela internet, alcançou em janeiro novos patamares históricos de volume total mensal, com R$ 9,6 bilhões; volume médio diário, com R$ 456 milhões; média diária de negócios, com 54.396; participação no volume total da Bolsa, com 8,28%; e número de investidores com ofertas colocadas que chegou a 88.343.

A participação na quantidade de negócios da Bolsa ficou em 24 90%, ante 25,57%, em dezembro; enquanto o valor médio por negócio foi de R$ 8,3 mil, frente os R$ 8,6 mil de dezembro. Ao fim de janeiro, 54 corretoras ofereciam o serviço, enquanto em dezembro eram 52.

No mês passado, a Bovespa listou 36 clubes de investimento. Desde o lançamento do programa de popularização, em setembro de 2002, foram criados 1.400 clubes. No total, a Bovespa encerrou o mês com 1.656 clubes listados. O patrimônio líquido totalizou R$ 9,6 bilhões e o número de cotistas, 131.969, segundo os últimos dados disponíveis, de dezembro de 2006.

Volume total

Em janeiro, o volume total movimentado na Bovespa alcançou R$ 64 9 bilhões, 8% maior do que os R$ 60,1 bilhões girados no mês anterior. As médias diárias foram de R$ 3,1 bilhões e 113.741 negócios, ante R$ 3,2 bilhões e 98.534 negócios em dezembro.

As ações que registraram maior giro financeiro foram Petrobras PN, com R$ 8,98 bilhões; Vale do Rio Doce PNA, com R$ 6,17 bilhões; Petrobras ON, com R$ 1,84 bilhão; Bradesco PN, com R$ 1 83 bilhão; e Usiminas PNA, com R$ 1,69 bilhão.

O mercado à vista respondeu por 91,9% do volume financeiro total em janeiro, seguido pelo de opções, com 4,4%, e pelo mercado a termo, com 3,7%. As negociações após o pregão regular (conhecidas como after market) movimentaram R$ 235.774.086,36, com a realização de 20.252 negócios, ante R$ 231.463.768,66 e 18.236 operações no período anterior.

Os investidores estrangeiros continuaram liderando a movimentação financeira da Bovespa em janeiro, com participação de 32,9% do volume total, abaixo dos 34,1% registrados em dezembro. Os investidores institucionais ficaram com 28,4%, ante 27,4%; as pessoas físicas, com 26,0%, ante 23,9%; as instituições financeiras, com 9,4%, ante 12,6%; as empresas, com 3,1%, ante 2,0%; e outros com o mesmo 0,1% registrado em dezembro.

O valor de mercado das empresas com ações negociadas na Bolsa, em janeiro, foi de R$ 1,58 trilhão, ante R$ 1,54 trilhão em dezembro.

O Ibovespa, principal índice, encerrou o mês de janeiro com alta de 0,3%, a 44.641 pontos. As ações que atingiram as maiores altas foram Bradespar PN (+12,08%); Vale do Rio Doce ON (+11 62%); Vale do Rio Doce PNA (+10,91%); Ipiranga PET PN (+9,21%); e Banco do Brasil ON (+8,59%). No mesmo período, as maiores baixas foram registradas pelas ações Telemar Norte Leste PNA (-11,11%); Tim Participações S/A ON (-9,71%); Aracruz PNB (-9 60%); Perdigão S/A ON (-9,36%); e Cosan ON (-8,95%).