As distribuidoras estimam que neste ano foram sonegados cerca de R$ 3,3 bilhões em impostos no setor de combustíveis. A informação foi dada pelo diretor da Defesa da Concorrência do Sindicato Nacional das Empresas Distribuidoras de Combustíveis (sindicom), Alísio Vaz. Essa sonegação se dá, segundo ele, com liminares que algumas empresas conseguem na Justiça para comprar os combustíveis sem a incidência de impostos, seja federais, como a Cide, estaduais, como o ICMS, adulteração de gasolina e diesel e a sonegação de ICMS no álcool hidratado.(Leia mais na edição de amanhã do jornal O Estado do Paraná)