enkontra.com
Fechar busca

Notícias

Simon sai em defesa de Graziano e condena repreensão a ministro

  • Por Jornalista Externo

O senador Pedro Simon (PMDB-RS) defendeu o governo hoje, durante discurso no plenário, das críticas que o programa Fome Zero tem sofrido da oposição. Simon citou especialmente as críticas dirigidas ao ministro extraordinário de Segurança Alimentar e do Combate à Fome, José Graziano. “Acho que o presidente do Congresso Nacional, o senador José Sarney, deveria reunir os líderes de todos os partidos e propor a eles a discussão de formas de ajudar o governo, porque a situação herdada é grave”, afirmou o senador.

Simon defendeu Graziano, duramente criticado por declaração feita durante evento na Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo), na qual o ministro teria atribuído à migração de nordestinos boa parte da violência da Grande São Paulo. Apesar de reconhecer que a declaração foi “infeliz”, o congressista disse acreditar que seria injusto demitir o ministro por causa da frase ou, até mesmo, pelas dificuldades de execução do programa Fome Zero.

“Ele foi infeliz, sim, foi uma frase impensada. Mas ele teve mesmo a intenção de atingir os brasileiros do Nordeste? Quis criar um racha no Brasil, do Norte e Nordeste contra o Sul? Claro que não. Quem de nós não foi infeliz alguma vez na vida, quem não se arrependeu de uma frase que não poderia ter pronunciado?”, disse Simon.

O senador gaúcho também declarou que lamenta que a imprensa já aponte José Graziano como “praticamente demitido” e substituído pelo diretor-presidente do Grupo Pão de Açúcar. “Talvez o presidente Lula e o seu governo tenham cometido apenas um erro: o de criar esperanças demais, devido à ação do publicitário Duda Mendonça”, disse.

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

Seja o Primeiro a Comentar!


wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas