O presidente da Câmara, deputado Severino Cavalcanti (PP-PE), disse há pouco que acha "muito difícil" o governo conseguir retirar assinaturas de deputados em número suficiente para barrar a instalação da CPI dos Correios. Até agora, 254 deputados e 51 senadores assinaram o requerimento quando o mínimo de apoios necessário seria de 171 assinaturas na Câmara e 27 no Senado.

"Todo governo tem feito isso: tirar assinaturas", lembrou Severino. "Usa seu prestígio para evitar que aconteça a CPI. Este não é o primeiro governo que está fazendo isso. Mas acho muito difícil que as assinaturas sejam retiradas".

O próprio Severino, que não assinou o requerimento, disse que, quando assina um documento desse tipo, não retira a assinatura.