Brasília ? O Serviço Social da Indústria (Sesi) firma parcerias nos estados com empresas interessadas em oferecer bibliotecas itinerantes aos funcionários. "Procura atender, nesse projeto de leitura, essas necessidades das empresas e da comunidade em geral. O maior objetivo do projeto é mesmo facilitar o acesso à leitura. Que voltem a ler, que se interessem pela leitura", afirma a gerente de Educação de Jovens e Adultos do Sesi, Maria Goreti Goés de Pinho, em entrevista à Rádio Nacional AM (Brasília).

Ela afirma que o acervo é variado e pode ser adaptado aos interesses de cada região. "São vários gêneros literários, é um acervo que têm todas as áreas: saúde, teatro, arte, cultura e outros". Maria Goreti diz, entretanto, que é necessário também incentivar o gosto pela leitura. "O interesse vai se ampliando, a partir do momento que esses trabalhadores passam a utilizar e a ver o livro. Mas interesse precisa ser trabalhado com estratégia de educação e de motivação".

Os acervos podem ficar 50 ou 60 dias na empresa e o prazo pode ser renovado ou os livros podem ser trocados por outros. Segundo Maria Goreti, a intenção é ampliar o projeto em 2006 e chegar a todos os estados "Inicialmente a idéia do projeto é ir para a empresa e daquela empresa àquela comunidade que está no entorno. Temos a intenção de ampliar esse projeto, fazendo com que as bibliotecas cheguem aos estados e possam ser de fácil acesso."