Ameaçado de perder o mandato recebido na segunda-feira passada (26), o senador Mário Calixto Filho (PMDB-RO) foi notificado esta quinta-feira de que a Mesa Diretora do Senado abriu um processo para cassá-lo. O procedimento formal é necessário para que Calixto possa apresentar sua defesa.

Com os direitos políticos suspensos em decorrência de uma condenação do STF (Supremo Tribunal Federal), Calixto terá cinco sessões deliberativas (em que há votação de projetos) para se defender. O prazo se encerra no dia 10, uma terça-feira, quando o segundo vice-presidente do Senado, Siqueira Campos (PSDB-TO), deve apresentar seu relatório.

A previsão é a de que Campos peça a cassação do mandato de Calixto, já que dentro de seu próprio partido o ambiente é favorável apenas ao seu direito de defesa. (FolhaNews)