A Secretaria de Biodiversidade e Florestas do Ministério do Meio Ambiente promove, nesta quinta-feira (9), no auditório da Agência Nacional Águas (ANA), em Brasília, um seminário técnico-científico para analisar as estimativas mais recentes do Prodes sobre os índices de desmatamento da Amazônia. Especialistas dos estados da região, de outros órgãos do governo e de organizações não-governamentais que atuam na região foram convidados a participar do evento. O objetivo é fazer uma avaliação da relação entre as ações do governo federal na Amazônia e a queda no desmatamento. Os especialistas ainda discutem as tendências do desmatamento na região para o próximo período.

Na última quinta-feira (26), o governo federal anunciou a última estimativa do Projeto Monitoramento do Desmatamento na Amazônia Legal (Prodes), desenvolvido pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). Segundo o levantamento, feito com base em 34 imagens de satélite, o desmatamento na região reduziu 30%, entre 01 de agosto de 2005 e 31 de julho de 2006. A taxa foi estimada em 13.100 Km2. Se os dados consolidados confirmarem a previsão, essa será a segunda queda consecutiva. Em 2004-2005, a taxa reduziu 31%. Considerando os períodos 2004-2005 e 2005 e 2006, a taxa acumulada chegará a 52% de queda.

O Prodes é parte do Plano de Prevenção e Controle do Desmatamento da Amazônia, lançado em 2004 pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que reúne 13 ministérios sob a coordenação da Casa Civil. O seminário também é uma ação do plano.