Cerca de quarenta famílias de sem-teto passaram a noite nos jardins em frente à Prefeitura de Curitiba. São as famílias que acamparam no prédio do Banestado, há mais de quatro semanas. O líder do grupo, Anselmo Schwetener, do Movimento de Defesa da Moradia, disse que, caso não haja negociação, eles prometem acampar em outros locais públicos. O próximo seria a Praça Nossa Senhora da Salete, no Palácio do Iguaçu. Segundo Anselmo, seria um meio de pressionar o governo do Estado, pois para ele agora o responsável pela questão seria a Companhia de Habitação do Paraná (Cohapar), e não mais a Cohab (Companhia de Habitação) de Curitiba, ligada à Prefeitura.

A assessoria de imprensa da Cohapar informou que só a partir deste governo é que a companhia passou a exercer atividades em Curitiba ? antes só atuava no interior ?, e que não há condições de em dez dias resolver o problema de moradia destas famílias. Isto já teria sido explicado várias vezes a Anselmo Schwetener.(Leia mais na edição de amanhã do jornal O Estado do Paraná)