Na liderança isolada do Grupo B da Liga Mundial, a Seleção Brasileira Masculina de Vôlei viaja hoje para Lisboa, para enfrentar Portugal no sábado e no domingo. Antes da viagem, o técnico Bernardo Rezende disse que sua preocupação para as próximas partidas é melhorar o contra-ataque da equipe.

"Estamos melhorando no saque e na relação bloqueio-defesa. Isso é importante, porque não temos muita tradição no sistema defensivo. O jogador brasileiro geralmente pensa mais em atacar. O maior problema no momento é o aproveitamento de contra-ataques que está muito baixo", comentou Bernardinho.

Sobre as três vitórias da Finlândia sobre Portugal nesta Liga Mundial, o técnico ressaltou: "Esse equilíbrio não me surpreende. A Finlândia é uma adversária difícil. O técnico deles (Mauro Berruto) foi assistente da Itália nos Jogos Olímpicos de Atenas/2004. Portugal também é integrante do segundo grupo da Europa, que conta com equipes muito fortes.

Em 4 e 5 de agosto, a adversária do Brasil será a Finlândia, que terá o apoio de sua torcida na cidade de Tampere.