Uma médica veterinária de 39 anos, do bairro Seminário, em Curitiba, foi autuada pela Polícia Civil nesta terça-feira (12). Ela é suspeita de manter oito cães das raças Shitzu e Spitz Alemão em situação de maus-tratos.

+Veja mais! Curte o mundo Pet? Veja mais na coluna Mania Animal!

Foto: Divulgação/Polícia Civil.
Foto: Divulgação/Polícia Civil.

+Caçadores! Como ficou o Santa Cândida após a saída de Lula da prisão?

Segundo as investigações policiais, coordenadas pelo delegado Matheus Laiola, os animais estavam na residência da mulher, que fica localizada naquele bairro.

“Chegando ao local de uma denúncia verificamos a existência de oito cães de raça em péssimas condições da saúde, pelagem com problema, sem comida, sem água. O que mais surpreendeu a gente é que a tutora dos animais é uma médica veterinária. Ela que deveria que zelar pelo bem estar animal e estava fazendo isso”, explicou o delegado.

Quando a veterinária foi questionada sobre a situação, ela disse que tinha acabado de ter filho e que estava sem tempo para cuidar dos animais. Segundo o delegado, foi dada voz de prisão a ela, que foi conduzida à delegacia de Proteção ao Meio Ambiente. “Ela foi multada em R$ 5 mil pela prefeitura e recebeu o prazo de 48h para que ela apresente todos os laudos médicos veterinários destes animais e nós demos o prazo de 30 dias para que os animais sejam medicados e suas condições melhoradas”, completou o delegado. Caso a situação continue os animais serão resgatados depois deste prazo.

+ AJUDE – Delegacia lança campanha para arrecadar ração para gatos e cachorros em Curitiba

A polícia apontou ainda que existe a suspeita de que os cães estejam contaminados por Brucelose, doença que pode ser transmitida aos seres humanos.

Foto: Divulgação/Polícia Civil.

Foto: Divulgação/Polícia Civil.

Casal é preso em Curitiba com 300 quilos de “Kratom”, substância proibida