Um homem de 31 anos conhecido como Bigodinho foi preso em Curitiba na segunda-feira (25), suspeito de roubar três carros no último sábado (23) e de comandar diversos roubos a veículos em diferentes pontos da Região Metropolitana de Curitiba (RMC), principalmente no município de Araucária. Junto com ele também foi detida uma mulher de 32 anos, que teria participação nos crimes. A prisão ocorreu na residência do suspeito, na Cidade Industrial de Curitiba (CIC).

+ Leia ainda: Suspeito de tentar matar desafeto com cinco tiros é preso em Curitiba

Após serem detidos, a Polícia Civil do Paraná (PCPR) divulgou a foto do suspeito, para que outras possíveis vítimas possam a fazer a identificação. Até o início da tarde desta terça-feira (26), pelo menos 20 pessoas entraram em contato com a delegacia se dizendo vítimas do Bigodinho. Um terceiro suspeito de atuar em parceria com o casal segue sem identificação. As denúncias podem ser feitas pelo telefone 0800 6447 144.

Segundo a PCPR, Bigodinho já tinha dois mandados de prisão abertos em seu nome. Além dos roubos, ele ainda é suspeito de cometer dezenas de roubos a farmácias, distribuidoras de bebidas, postos de combustíveis e outros comércios de Araucária, na RMC. Com ele a polícia encontrou um simulacro de pistola.

Carros roubados

De acordo com o delegado Reinaldo Zequinão, da Delegacia de Furtos e Roubos de Veículos (DFRV), dois veículos com indicativo de roubo foram encontrados na residência, durante a prisão. “Ainda havia um terceiro veículo, um Ônix, que foi abandonado por causa de uma trava de segurança. Portanto, três carros foram roubados em Araucária, no sábado. Cada um dos suspeitos estava em um veículo. Ainda buscamos identificar a terceira pessoa”, apontou.

+Leia mais! PM de folga salva taxista de carro em chamas em Antonina

Ainda segundo Zequinão, a polícia conta com o apoio da comunidade para auxiliar a identificar os envolvidos. “Nesse caso específico, mas também em outras ocorrências envolvendo furto e roubo de veículos ou receptação. A comunidade pode entrar em contato com a delegacia. A ligação é mantida em sigilo”, concluiu.

Por volta das 15h desta terça-feira, a DFRV seguia recebendo telefonemas das vítimas dos crimes de Bigodinho.

Bigodinho, suspeito de roubo que está preso em Curitiba. Foto: Divulgação/PCPR
Bigodinho está preso em Curitiba. Foto: Divulgação/PCPR

 

 

PM de folga salva taxista de carro em chamas em Antonina