A Polícia Civil do Paraná (PCPR) apresentou, nesta terça-feira (21), o segundo suspeito do assassinato do professor de capoeira Diogo Henrique Lopes Moreira, de 26 anos, morto no dia 13 de abril deste ano, no bairro Boqueirão, em Curitiba. Trata-se de Felipe de Lima de Ramos, 24 anos, conhecido como “Favelinha”. De acordo com as investigações da PCPR, o professor sofreu uma emboscada e levou três tiros. Os disparos também atingiram outra pessoa, que sobreviveu ao atentado.

+ Fique esperto! Perdeu as últimas notícias sobre segurança, esportes, celebridades e o resumo das novelas? Clique agora e se atualize com a Tribuna do Paraná!

“Após o crime, identificamos que três indivíduos participantes do crime. Inicialmente, prendemos o Wellington Gabriel de Andrade de Oliveira, conhecido como ‘Gordinho’. Ele segue preso aqui na Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). Na sequência, os investigadores da delegacia localizaram o Felipe, responsável pela estratégia”, disse o Delegado Tito Lívio Barrichello (DHPP).

Com a prisão de “Favelinha”, a PCPR espera chegar ao terceiro envolvido e encerrar o caso. “Estamos atrás do Calango, que segue foragido”, ressaltou o delegado. Qualquer informação pode ser repassada através do Disque Denúncia da PCPR, pelo telefone 181, e o anonimato será resguardado.

GM acha dois baleados em ‘ponto de desova’ no zoológico de Curitiba