O que era para ser uma confraternização acabou em tragédia familiar na noite desta sexta-feira (7) em Colombo, Região Metropolitana de Curitiba (RMC). O policial militar Willian Moreira de Almeida, de 31 anos, matou o primo, baleou a esposa e atirou contra a própria cabeça depois de uma discussão dentro da casa da mãe dele na Rua Darwin, no bairro Atuba.

Segundo as informações do boletim de ocorrência da Polícia Militar (PM), a confusão aconteceu depois de um jantar familiar. Willian teria começado a discutir com o primo, pegou a arma da corporação e voltou para atirar contra o rapaz, mas a esposa entrou na frente e o soldado atingiu a própria mulher.

Mesmo com a esposa baleada, o PM não parou e continuou a atirar, acertando então o primo, que caiu morto no quintal da casa. Logo depois, ao ver a situação, o policial militar que pertencia ao 22º Batalhão da PM atirou contra a própria cabeça.

Willian e a esposa chegaram a ser socorridos, mas conforme as informações dos bombeiros, ambos tinham poucas chances de sobreviver. O soldado morreu logo depois de chegar ao hospital e a esposa, por ter perdido muito sangue, morreu na madrugada deste sábado (7) no Hospital Cajuru.

A arma de Willian foi apreendida pelas equipes da PM que prestaram apoio ao ocorrido. A pistola foi encaminhada à Delegacia do Alto Maracanã, que fica responsável pelas investigações para apurar o que de fato aconteceu na casa. Além disso, a própria Polícia Militar também deve apurar a situação, através de um inquérito policial militar, mas a corporação ainda não se manifestou oficialmente.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do trio de ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!

Corpos mumificados, fetos, esqueletos. Você já conhece o Museu do IML?