Dois policiais militares foram presos em flagrante na noite do último sábado (27) por posse não reportada de uma arma de fogo. O revólver calibre 38 havia sido apreendido na mesma noite durante uma ocorrência de briga de casal no bairro Pinheirinho. O caso foi descoberto porque, coincidentemente, uma segunda viatura chegou ao local para atender à mesma chamada minutos depois.

+Leia mais! Bazar da Receita Federal tem iPhone, vídeo games e muito mais!

A filha mais velha do casal, uma adolescente de 16 anos, havia entregado a arma do pai aos policiais da primeira viatura e “corrido” de casa por orientação dos PMs. Segundo ela, o pai estava alcoolizado e ameaçando a esposa de morte. Na casa do namorado, a jovem explicou a situação à sogra, que ligou para a central telefônica da PM-PR e denunciou policiais militares que “teriam permanecido com uma arma de fogo sem qualquer formalização”.

O revólver foi encontrado no porta-luvas da viatura e os policiais receberam voz de prisão em flagrante delito. Os dois entregaram as próprias armas, munição e coletes e foram encaminhados ao 13º Batalhão da Polícia Militar.

Segundo a Polícia Militar, os PMs permanecem presos. O caso será encaminhado à Vara da Auditoria da Justiça Militar Estadual, a Vajme, para julgamento.

Desdobramento

Na mesma noite, o casal que deu início à ocorrência foi encaminhado à Delegacia da Mulher para prestar depoimento sobre a acusação de violência doméstica. A arma de fogo também foi encaminhada ao local, por ser relacionada às ameaças sofridas pela vítima.

Ganso de estimação é atração por onde passa em Curitiba. Conheça o Guns!