Um roubo de carro à mão armada que começou na madrugada de quinta-feira (18), em Araucária, na Região Metropolitana de Curitiba (RMC), só foi terminar na metade da manhã desta sexta-feira (19), com a prisão de dois suspeitos que estavam escondidos em um matagal. O roubo ocorreu na Avenida Manoel Ribas, no bairro Costeira, quando uma família que passava pelo local dentro de um Fiat Palio vermelho foi abordada pelos criminosos. Ninguém se feriu, mas a Guarda Municipal (GM) iniciou uma perseguição ao localizar os suspeitos no veículo roubado.

+ Atenção! Você está a um clique de ficar por dentro do que acontece em Curitiba e Região Metropolitana. Tudo sobre nossa regiãofutebolentretenimento horóscopo, além de blogs exclusivos e os Caçadores de Notícias, com histórias emocionantes e grandes reportagens. Vem com a gente!

Perseguição começou na noite desta quinta-feira (18), mas só foi terminar na manhã do dia seguinte. Foto: Divulgação/GM de Araucária
Perseguição começou na noite desta quinta-feira (18), mas só foi terminar na manhã do dia seguinte. Foto: Divulgação/GM de Araucária

Segundo a GM, a família alertou os agentes do roubo e as buscas pelo veículo, em Araucária, começou minutos depois. Os agentes em patrulha cruzaram com o carro na Rua Minas Gerais, no Jardim Gralha Azul, nas proximidades de uma unidade de saúde. Uma perseguição começou e os criminosos perderam o controle do Palio, que bateu em um poste e capotou. Nesse momento, os dois se esconderam no matagal que há na região.

Os agentes da GM fizeram buscas no interior da vegetação para encontrar os suspeitos. Por volta das 9h, uma equipe conseguiu avistar dois homens tentando sair da mata e os prendeu. A dupla foi identificada como sendo Lucas Ribeiro de Assis, 18 anos, e Jeferson Euclides dos Santos, 22 anos. Segundo a GM, Jeferson tem dois mandados de prisão em aberto, sendo que um deles é por fuga da Colônia Penal de Piraquara, na RMC.

Ambos foram encaminhados para a Delegacia de Araucária e as vítimas do assalto fizeram o reconhecimento deles. Os dois seguem presos à disposição da Justiça.

Após áudio desesperado, família consegue grana pra exame urgente em bebê